sábado, 20 de fevereiro de 2010

O Caso Ângela e Doca ( Doca Street)


Belo Horizonte, Minas Gerais. 1971. Depois de passar dez anos casada com o engenheiro Milton Villas Boas, com quem teve três filhos, Ângela Diniz decidiu pedir a separação. Linda e amante da badalação social, ela queria mais do que a vida que levava. Mais festas, mais jantares, mais reuniões sociais. Com dinheiro suficiente para manter o alto padrão de vida, Ângela, “A Pantera de Minas”, começou a aparecer cada vez mais nas colunas sociais. Separada, se tornou amante do empreiteiro Tuca Mendes. Em junho de 73, um crime expôs o relacionamento clandestino: o caseiro de Ângela foi morto com três tiros e Tuca Mendes assumiu a autoria do crime, embora Ângela tenha se apresentado inicialmente como autora do disparo. Segundo ele, o caseiro, armado com uma faca, teria tentado assediar Ângela. Depois do escândalo, ela decidiu deixar Belo Horizonte e se mudou para o Rio de Janeiro. Nessa mesma época, se envolveu ainda em outros dois crimes. Primeiro tentou seqüestrar os filhos, que estavam sob a guarda do ex-marido. Depois, foi flagrada no Aeroporto Internacional do Rio com maconha. Em 1976, Ângela se apaixonou por Raul Fernandes do Amaral Street, o Doca Street. Ela o conheceu durante uma festa na casa da mulher de Doca. Três meses depois de conhecer Ângela, Doca mudou-se para o apartamento dela e assumiu o romance. Em 30 de dezembro do mesmo ano, dia do crime, o casal estava em Búzios para passar o réveillon. Segundo amigos de Ângela, a paixão dela por Doca já não existia mais. Depois de passar toda a tarde bebendo, Ângela, completamente embriagada, discutiu violentamente com Doca. Durante a briga, disse que não queria mais viver com ele, segundo afirmou Doca na época. Doca então foi embora. Mas voltou. E implorou para que Ângela ficasse com ele. Ângela concordou. Mas, ainda segundo Doca, impôs uma condição: ele teria que aceitar relacionamentos dela com outros homens. Nesse instante, Doca sacou uma arma e matou Ângela com quatro tiros. Depois de passar por dois julgamentos, ele acabou condenado a 15 anos de prisão em regime fechado.


FONTE

Um comentário:

  1. Gostaria de saber se Angela Diniz trabalhou no seriado O Vigilante rodoviário.

    ResponderExcluir